Aprenda a programar COM ELAS!

A melhor lista de plataformas de onde você, mina da tecnologia, pode aprender a programar ! Confere aqui, CHEGAMAIX!

 

Você conhece muitas minas que trampam com programação? Sabia que saber programar é como saber uma nova língua, e que tem mina que infelizmente não manja desse rolê porque rola muito machismo no meio?

Apesar de ter como primeira pessoa a programar uma mulher, Ada Lovelace, a gente ainda fica pra trás nos destaques em tecnologias e programação. O Nerds e Empoderadas de hoje vai te ajudar, falando de alguns dos muitos projetos que ensinam meninas e mulheres a programar! Simbora?

                  Programe como uma garota

#MinasProgramam – A iniciativa promove atividades para mulheres, priorizando àquelas que são negras ou indígenas. Infelizmente o mercado de TI é machista e racista, e o #MinasProgramam é o espaço seguro pra que essas minas aprendam e compartilhem conhecimento. A equipe de todos os treinamentos, cursos e oficinas, é formada por mulheres. E todas as atividades são gratuitas! SITE WWW.MINASPROGRAMAM.COM

 

MariaLab – A Coletiva hacker feminista onde as mulheres são as protagonistas. Em seu hackerspace elas encorajam, empoderam e unem as minas através do interesse pela cultura hacker. E o MAIS especial: é um espaço seguro para pessoas LGBTQIA+! SITE: WWW.MARIALAB.ORG

 

{REPROGRAMA} – A {reprograma} é uma iniciativa de impacto social que foca em ensinar programação para mulheres cis e trans que não têm recursos e/ou oportunidades para aprender a programar. A sede fica aqui na Avenida Paulista em SP/capital, e as atividades podem ser presenciais ou online!

SITE: REPROGRAMA.COM.BR

 

Programaria –  “Não sei por onde começar”, “Não é pra mim”, “Não confio que sou capaz de fazer sozinha”, entre outras dificuldades… De toda essa inquietação nasceu a PrograMaria: um convite para refletir, se inspirar e aprender. Com entrevistas, reportagens, tutoriais, infográficos e outros conteúdos e, num futuro próximo, com encontros, oficinas e outros eventos para fazer com que pessoas com mesmo interesse se conheçam, troquem experiências e criem! SITE: WWW.PROGRAMARIA.ORG

 

Pyladies Brasil– O Pyladies é uma comunidade mundial que foi trazida pro Brasil, que ensina as minas principalmente a linguagem de programação Python. Existem comunidades Pyladies em muitos estados e países, e se ainda não existe onde você mora, você pode representá-lo! Nas palavras de Sara Maria, Nosso propósito não é segregar, pelo contrário, queremos criar o ambiente para que mais meninas sejam atraídas pela tecnologia. Nosso desejo é fazer com que elas nos vejam e pensem “Eu quero estar aí também”. 

SITE: HTTPS://BRASIL.PYLADIES.COM/

 

Django Girls – Parte de uma comunidade mundial, também atende São Paulo e em sua página afirma: Nós acreditamos que a indústria de TI vai se beneficiar muito de trazer mais mulheres para a tecnologia. Queremos dar a você uma oportunidade para aprender a programar e tornar-se uma de nós – mulheres programadoras!

O evento anual não tem custos, com lanches e outros mimos para as participantes. O curso é para iniciantes, então não é necessário nenhum conhecimento prévio em desenvolvimento. Quem participar, no fim do dia montará um site, conhecerá pessoas incríveis e ficará cheia de vontade de aprender mais sobre tecnologia. Empolguei!

SITE https://djangogirls.org/saopaulo

 

WoMakersCode – O WoMakersCode é um projeto de empoderamento e fortalecimento da presença feminina na tecnologia. Muito além dos debates, o grupo trabalha para preparar e incentivar as minas a investir em suas carreiras e realizar seus sonhos.

Realizam workshops, meetups e conferências de capacitação técnica (hard skills) e desenvolvimento pessoal (soft skills), promovendo a conscientização da igualdade de gênero e buscando compreender as causas sub-representação feminina neste mercado de TI. Através do desenvolvimento profissional e econômico, com apoio de empresas grandes, muitas mulheres conseguem construir uma comunidade onde o networking e o mentorship são a base da transformação.

SITE: https://womakerscode.org/

 

DevsJavaGirl – Um grupo de mulheres cis e trans que desenvolvem em Java e desejam aperfeiçoar skills técnicos, melhorar sua segurança com a tecnologia.

Mulheres que estão aprendendo Java, mulheres que estão iniciando a carreira ou já seniores nesta área. Mulheres que podem aprender e ensinar e formar na prática o lema “juntas somos mais fortes”! Os encontros, chamados MeetUp Devs Java Girl, e demais eventos são publicados nas redes sociais (facebook, twitter, meetup, slack)

FACEBOOK:https://www.facebook.com/groups/966816456805899/    (https://www.facebook.com/groups/966816456805899/?fref=mentions )

Slack https://devsjavagirl.slack.com/

MEETUP https://www.meetup.com/pt-BR/Devs-Java-Girl/

 

Grupo jDuchessBR – O SouJava tem um segmento dentro do grupo especialmente feito para as mulheres: o jDuchessBR.

jDuchess é uma rede global para mulheres conectadas pela tecnologia Java que começou na Europa e se espalhou pelo mundo. São bem vindas todas mulheres que tenham interesse na tecnologia Java, incluindo desenvolvedoras, arquitetas, testadoras, analistas de negócios, gerentes, etc.

Acreditamos que as mulheres têm um papel essencial a desempenhar no futuro da TI à medida que evolui na economia global. O objetivo do grupo é dar maior visibilidade às mulheres que já estão na área e também incentivar que mais mulheres escolham TI para sua carreira profissional.

Redes sociais: Facebook https://www.facebook.com/jDuchessBR

Twitter https://twitter.com/jDuchessBR

 

JsLadies – Nós somos um grupo nacional majoritariamente feminino focado em ensinar e ajudar mais pesssoas a programarem e participarem de comunidades JavaScript. Nossa iniciativa nasceu da necessidade de promover um ambiente seguro, agradável e produtivo para qualquer pessoa cis, trans, binária ou não-binária que se interessa por computação.

O JSLadies tem como missão motivar e unir mulheres interessadas em desenvolvimento web e programação em JavaScript, em um espaço espaço aberto para troca de conhecimento e experiência, e claro, promover representatividade das mulheres na programação.

Nossos valores são o respeito e coletivismo, aqui estamos unidos para promover o desenvolvimento pessoal e profissional de cada um.

Twitters : SP (https://twitter.com/JsladiesSp) / RJ (https://twitter.com/JSLadiesRJ) / RS (https://twitter.com/jsladiesrs)

Página no Facebook (https://www.facebook.com/jsladiesbr)

 

Codamos – Somos uma vitrine de EVENTOS, meetups, cursos, workshops, palestras e palestrantes, aqui, você pode achar eventos inclusivos. Nosso propósito é descomplicar a comunicação entre quem organiza e quem quer participar de eventos. As pessoas são nossa essência, estão em primeiro lugar e fazemos o nosso melhor para reconhecer, valorizar e respeitar a pluralidade.

Nossa plataforma está em constante crescimento para que cada vez mais possamos ter diversidade, inclusão e acessibilidade. Por isso, você encontra uma legenda em cada pessoa que quer palestrar, fazer mentoria ou trabalho voluntário na comunidade, conhecendo os grupos de diversidade que fazem parte:

= mulher em T.I.

= comunidade negra

= pessoa trans

= mãe/pai em T.I.

= pessoa com mobilidade reduzida.

= homem que apoia diversidade

= pessoa com deficiência auditiva

= pessoa com deficiência visual

= LGBT

= pessoa não binária

= pessoa com baixa visão

= pessoa com daltonismo

= pessoa da comunidade periférica

SITE: https://www.codamos.club/

 

Elas programam – Elas Programam tem a missão de incentivar mulheres a seguir carreira em TI e promover a diversidade de gênero nesse setor. Elas Programam é um projeto que incentiva e promove a inclusão de mulheres no mercado de tecnologia.

O grupo é direcionado exclusivamente para mulheres. Aqui você vai ter acesso a conteúdos técnicos, eventos, cursos, troca de experiências, vagas na área de desenvolvimento/programação, conexões, orientação de carreira, etc.

Grupo de facebook: https://www.facebook.com/groups/elasprogramam/

 

Programa Meninas Digitais – O Programa Meninas Digitais tem como objetivo divulgar a área de Computação e suas tecnologias para despertar o interesse de meninas estudantes do ensino médio (nas suas diversas modalidades) e dos anos finais do ensino fundamental, para que estas conheçam melhor a área e sintam-se motivadas em seguir uma carreira em Computação. As ações do Programa são diversificadas: oferta de minicursos e oficinas; realização de dinâmicas; palestras com estudantes e profissionais que já atuam na área compartilhando suas experiências; realização de eventos etc.

A ideia do Programa Meninas Digitais surgiu a partir de discussões no Women in Information Technology (WIT), evento base do Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC). O WIT é uma iniciativa da SBC para discutir assuntos relacionados às questões de gênero e a Tecnologia de Informação (TI) no Brasil por meio de histórias de sucesso, políticas de incentivo e formas de engajamento e atração de jovens, especialmente mulheres, para as carreiras associadas à TI.

Site: http://meninas.sbc.org.br/

Facebook: https://www.facebook.com/meninasdigitaisSBC/about/?ref=page_internal

 

Rails girls – O Rails Girls é um projeto sem fins lucrativos, que proporciona a mulheres de todas as idades e que tem pouca ou nenhuma experiência com programação uma ótima experiência inicial em desenvolvimento de software. A ideia é mostrar que TI não é um “bicho de sete cabeças” e que elas podem, SIM, fazer parte desse mundo!

SITE: https://railsgirls.com.br/

 

ACESSE AQUI PRA SABER DE MUITAS OUTRAS INICIATIVAS! – PROJETOS E INICIATIVAS

 

Claro que tem MUITO mais nesse universo da programação pras minas! Comece 2021 aprendendo uma nova linguagem: a de programação! Saca só esse mapa/ecossistema!

Sem comentários

Postar um comentário