Charlie Brown trouxe a primeira representação racial com dignidade às HQs

Editora Planeta DeAgostini está trazendo a série de livros “Snoopy, Charlie Brown & Friends, A Peanuts Collection” um conjunto de tirinhas produzidas pelo artista e ilustrador Charles M. Schulz.

As edições apresentam as tirinhas da turminha de icônicos personagens iniciadas em 1952 e publicadas até os anos 2000, como forma de homenagem aos 70 anos de Snoopy, o cão mais famoso dos quadrinhos.

Dentre as curiosidades da criação de Schulz, destaca-se o fato de suas tirinhas trazerem a primeira representação racial digna aos negros, na figura de Franklin, personagem que integrava a trupe dos amigos de ‘Minduin’, como Charlie Brown era conhecido no Brasil.

É fato que os negros já apareciam nas HQs, mas Ébano Branco, assistente do justiceiro Denny ‘The Spirit’ Colt, e Lothar, ajudante do mágico Mandrake, eram pouco mais que estereótipos do homem negro a serviço dos heróis brancos das HQs nas décadas de 1930 e 1940. Até mesmo Benedito, criação de 1869 do italiano radicado no Brasil Angelo Agostini, que usava cartola e interagia com o caipira Nhô Quim, aparece como um escravo, em típica representação do período.

Segundo informações, Franklin surgiu nas tirinhas de Snoopy e seus amigos após a morte de Martin Luther King, em 1968, quando uma professora escreveu a Schulz falando sobre a importância da representatividade em seus quadrinhos.

A educadora salientou a necessidade de introduzir uma criança negra no grupo de Charlie Brown como forma de ajudar diminuir o racismo na sociedade.

Motivado pela manifestação da professora, Schulz introduziu, no dia 1º de agosto de 1968, o menino Franklin, trazendo uma camada extra de reflexões aos leitores.

As edições de colecionador da Planeta DeAgostini estão disponíveis em bancas da grande São Paulo e também pelo serviço de assinatura mensal diretamente no site da editora.

O primeiro volume, que apresenta as histórias em quadrinhos de 1967, pode ser adquirido ao preço promocional de R$ 14,99.

Imagem: Cinema com Rapadura

Sem comentários

Postar um comentário