China pode estar procurando combustível para viagens intergaláticas na Lua

O Hélio-3 é visto como o combustível do futuro.

No último dia 03 de janeiro, a China pousou na Lua a sonda Chang’e-4 e começou a explorar o lado escuro do nosso satélite natural.

Além da oportunidade de pesquisar um pouco mais sobre a misteriosa face jamais acessada pelos astronautas, a China pode estar em busca do Hélio-3, um isótopo raro na Terra, mas que os chineses esperam encontrar em abundância nas escavações lunares.

Especialistas consultados pelo site da Bloomberg, empresa de tecnologia e dados, acreditam que o elemento químico pode ser utilizado no futuro como combustível para levar a humanidade a outras galáxias.

Diferente de outras substâncias, o Hélio-3 não produz os efeitos da contaminação radioativa e oferece grande desempenho e poder de fusão.

A Lua é o lugar ideal para a mineração desse elemento, por ser um corpo celeste permanentemente bombardeado pelos ventos solares, que carregam a substância.

O uso desse recurso, no entanto, deve demorar ainda vários anos, considerando que os custos de mineração, transporte e manipulação do produto são economicamente inviáveis. Mas o governo chinês já tem planos de enviar, até o final deste ano, a missão Chang’e-5, com previsão de trazer amostras da Lua.

Sem comentários

Postar um comentário