Com o MVP Ubita, paiN Gaming anuncia equipe de Free Fire para a próxima Pro-League

Texto aqui enquanto o Drops de Jogos segue em reforma.

Recebemos a seguinte informação:

De olho no novo público que o popular game Free Fire vem trazendo para o cenário competitivo dos e-sports, a paiN Gaming anuncia, nesta quinta-feira (15), em uma live no canal do YouTube do Free Fire Brasil, a formação de uma equipe para disputar os torneios profissionais. Os jogadores contratados para a integrar o elenco da paiN são a base campeã da New X, equipe vencedora da 2ª temporada da Free Fire Pro-League, que em julho, reuniu mais de 1.700 times de todo o Brasil. 

Everton “Ubita” dos Santos, MVP da última Pro-League, passa a vestir a camisa da paiN junto com seus companheiros Vgzinnn, Vnzinnn e Geerty, além dos reservas Anon e Vitinnn e os influenciadores GGeasy e Piuzinho. O técnico campeão, Coronel, também passa a comandar o novo time no portfólio esportivo da paiN. “Poder defender o título vestindo a camisa da maior equipe da América Latina é a realização de um sonho, além de colocar todo o time em um novo patamar na carreira”, afirma Coronel. 

Thomas Hamence, CEO da paiN e responsável direto pela equipe de LOL (League of Legends), será o responsável pela direção esportiva do novo time de Free Fire. O executivo conta que os novos jogadores foram selecionados a partir de buscas e observações em campeonatos amadores e dos destaques da última Pro-League, campeonato de Free Fire que reúne os melhores jogadores do Brasil nesta modalidade. “A decisão por esse investimento passa pela popularidade desse game, que é gratuito, roda até nos celulares mais simples, consome poucos dados e está trazendo novos fãs para o universo de esportes. A paiN, com sua responsabilidade de ser a maior referência na América Latina, anuncia esse novo time com muito orgulho”, afirma Hamence. 

A estreia da novo time com a tag da paiN acontece já no próximo sábado, dia 17, na abertura da próxima Pro-League. Thomas afirma que o grande objetivo da nova equipe é conquistar uma das duas vagas de equipes brasileiras para o próximo mundial de Free Fire, que acontecerá em novembro, no Rio de Janeiro. “E claro, disputar o título. Não podemos ir sem essa ambição”.

O CEO da paiN explica que a equipe vem acompanhando o crescimento do jogo há algum tempo e que pesou bastante na decisão do investimento o fato de Free Fire ter sido o jogo com mais downloads no Google Play em 2018. “A chance de atrair novos fãs, especialmente da faixa entre 10 e 25 anos, contou muito, mas o ponto decisivo foi a movimentação da Publisher do jogo, a Garena, para construir um cenário competitivo no Brasil e os números jamais vistos antes nas lives de campeonatos e jogadores”, afirma. 

Sobre a equipe paiN Gaming

A paiN Gaming é uma equipe brasileira de esportes eletrônicos, fundada em 2010 como time de DotA por Arthur “PAADA” Zarzur, ex-jogador profissional do game. Atualmente, a organização possui equipes que disputam League of Legends, Dota 2, Counter-Strike: Global Offensive (masculino e feminino), Clash Royale, Arena of Valor e Free Fire. A paiN já foi campeã brasileira na modalidade Smite e também no League of Legends, duas vezes. A equipe é uma das maiores referências do esporte eletrônico no Brasil. Foi a primeira organização de eSports da América Latina a aderir o formato de Gaming House, pioneira mundial no programa de sócio-torcedor dentro do esportes eletrônico. A equipe foi um lar para grandes nomes como Gabriel “FalleN” (CS:GO), Leo “ziG” (Rainbow Six Siege), Felipe “brTT” (League of Legends) e Gabriel Bohn (League of Legenda). Nos quase dez anos de história, a paiN investiu em diversas modalidades e construiu uma legião de fãs apaixonados pela tradição que a equipe carrega. A popularidade também é grande nas redes sociais, onde a organização possui mais “curtidas” que páginas de tradicionais clubes de futebol. Hoje a paiN Gaming é vista como o maior clube de esportes eletrônicos da América Latina.

Sem comentários

Postar um comentário