Com polêmica de J. K. Rowling, autor de Percy Jackson sugere ler autores trans e não-binários

A autora de Harry Potter, J. K. Rowling envolveu-se recentemente em uma polêmica, com posturas discutíveis em relação a questões biológicas e identidade de gênero, enfurecendo parte da comunidade LGBTQIA+.

As respostas não demoraram a chegar, combatendo as visões da autora, consideradas transfóbicas, e até mesmo personalidades como  Daniel Radcliffe entraram na arena.

O ator afirmou que os livros de Harry Potter “ensinaram que a força é encontrada na diversidade, e que ideias dogmáticas de pureza levam a opressão de grupos vulneráveis”.

Com a decepção pública em relação às declarações da escritora britânica, os fãs decidiram indicar, em forma de protesto, o autor Rick Riordan, autor da saga Percy Jackson e outros heróis mitológicos, e reconhecido pela inclusão de personagens com orientações sexuais e identidades de gênero diversas em suas narrativas.

Agradecido pela lembrança de sua obra, o escritor sugeriu em sua conta de Twitter produções literárias que tratam de valores e histórias sobre pessoas trans e não-binárias, escritas por autores igualmente ligados ao universo LGBTQIA+.

“Mais do que criar uma falsa dualidade não construtiva, que me deixa muito desconfortável, não podemos voltar a atenção para os grandes autores de #OwnVoices trans/NB+ e comprar seus livros?”, questionou no tuíte.

Em seu site pessoal, o criador de mitos também postou uma página com autores de gêneros diversos e a sugestão ao público para conhecer o site Queer Books for Teens, que apresenta amplo espectro de escritores LGTBQIA+.

Sem comentários

Postar um comentário