Computação quântica pode chegar em chips de silício convencional

Um estudo recente, publicado na revista PRX Quantum, afirma que os computadores quânticos poderão ser produzidos com chips de silício em escala industrial utilizando os processos de fabricação existentes, sem exigir novos processos de fabricação ou o uso de partículas recém-descobertas.

De acordo com o estudo, os pesquisadores foram capazes de isolar e medir o estado quântico de um único elétron em um transistor de silício fabricado com uma tecnologia ‘CMOS’, semelhante à usada para fazer chips em processadores de computador.

Capaz de processar uma quantia imensamente maior de cálculos complexos do que os supercomputadores atuais, um computador quântico aproveita as leis da física em níveis atômico e subatômico, como a possibilidade de uma partícula estar em dois lugares simultaneamente.

“Estamos hackeando o processo de criação de qubits (unidade de informação quântica análoga do bit clássico), então o mesmo tipo de tecnologia que faz o chip em um smartphone pode ser usado para construir computadores quânticos”, declarou o professor John Morton, do London Centre for Nanotechnology na UCL (University College London) e cofundador da Quantum Motion, responsável pela pesquisa.

Fonte: Engenharia É

Imagem: fotomontagem a partir de foto do Google Quantum Supremacy

Sem comentários

Postar um comentário