Filosofia IDIC de Star Trek antecipou o respeito à cultura LGBTQIAP+

Na data de 28 de junho comemora-se o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+. Há mais de cinco décadas, trans, drag queens, lésbicas e gays negros e latinos levantaram a voz contra a opressão policial ocorrida no bar novaiorquino Stonewall Inn, espaço tradicional da comunidade gay no final dos anos 1960.

As comemorações do dia são uma homenagem à luta pelo reconhecimento da diversidade e em favor do respeito à Identidade de Gênero. Antes desse terrível acontecimento, no entanto, a clássica série de ficção científica Star Trek e seu criador, Gene Roddenberry, já haviam idealizado princípios de respeito universal, antecipando a inspiradora mensagem de resistência da comunidade Queer.

O quinto episódio da terceira temporada da série clássica, que foi ao ar em outubro de 1968, trazia o inovador conceito do IDIC, princípio filosófico da cultura Vulcana que significa Infinita Diversidade em Infinitas Combinações.

“O triângulo e o círculo; diferentes formas, materiais e texturas, que representam quaisquer duas coisas que se unem para criar a verdade e a beleza.”, disse Spock no episódio “Não existe beleza na razão?”, ao explicar o IDIC, a bordo da Enterprise.

Spock explica que a filosofia da raça vulcana se baseia na ideia de que a pluralidade de elementos que existem no universo é o que permite a existência de tanta riqueza dentro dele. Para os vulcanos, mesmo algumas coisas que parecem opostas e contraditórias podem se unir para gerar beleza e conhecimento.

“Intolerância no século 23? Improvável. Se a humanidade sobreviver todo esse tempo, nós teremos aprendido a nos deleitar com as diferenças essenciais entre pessoas e entre culturas. Nós iremos aprender que as diferenças entre ideias e atitudes são parte da excitante variedade da vida, e não algo a se temer”, confirmou o próprio Roddenberry em entrevista, como descreve texto do site Formiga Elétrica.

Esta sabedoria era baseada na lógica, na razão e na ética, segundo o cientista vulcano Surak, que pronunciou: “Infinita Diversidade em Infinitas Combinações demonstram que, para que possa existir paz e prosperidade, é necessário deixar para trás as características negativas de sua própria cultura, e valorizar as benéficas”, informa o site.

Por estas razões, o conceito desenvolvido na série passou a ser incorporado pelos Geeks LGBTQIAP+ como uma expressão da paz e da diversidade universal.

Que a verdadeira beleza da existência esteja em valorizar a Infinita Diversidade em Infinitas Combinações! Vida Longa e Próspera!

Imagens: Star Trek: Vulcanology

Sem comentários

Postar um comentário