As inscrições para o Programa Transcidadania foram abertas nesta segunda-feira (14). Criado pelo ex-prefeito Fernando Haddad em 2015, o projeto promove a reintegração social de pessoas trans e travestis em situação de vulnerabilidade por meio do incentivo à educação. Baseado nos eixos da autonomia, cidadania e oportunidades, o objetivo do programa é elevar o nível de escolaridade entre a população trans.

Mantido pelas gestões tucanas, o Transcidadania conta, atualmente, com 510 vagas e concede um auxílio mensal de R$ 1.097,00 para os beneficiários. A transferência de renda possibilita que a carga obrigatória de atividades escolares sejam concluídas.

As vagas estão divididas entre os quatro centros LGBTI da cidade. São eles o Centro de Cidadania LGBTI Claudia Wonder, na Zona Oeste, o Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont, na Zona Leste, e o Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis, na Zona Norte e o Centro de Cidadania LGBTI Edson Néris, na Zona Sul.

Além da possibilidade de concluir o ensino fundamental e médio, o Transcidadania fornece atendimento psicológico, jurídico, social e pedagógico ao público participante durante os dois anos de permanência no programa.

 

As inscrições estão abertas até 17 de dezembro.

 

Critérios obrigatórios

Para se inscrever no Transcidadania, é necessário comparecer ao centros LGBTI da sua região presencialmente e corresponder a alguns critérios como ter mais de 18 anos, apresentar comprovante de matrícula na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e estar sem emprego há mais de três meses.

 

É importante ressaltar que as inscrições são voltadas apenas aos cidadãos e cidadãs que se auto declaram travesti, mulher ou homem transexual.

Também é imprescindível ter disponibilidade para dedicação de 30 horas semanais destinadas à frequência escolar e atividades organizadas pela equipe técnica do programa.

No momento da inscrição é necessário levar o RG, CPF, comprovante de endereço e carteira de trabalho.

 

Quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC), auxílio-doença ou participou do  Programa Operação trabalho (POT) por 2 anos, não possui aptidão para realizar o cadastro.

 

Confira os endereços dos Centros de Cidadania LGBTI

 

Centro de Cidadania LGBTI Claudia Wonder (Zona Oeste)
Avenida Ricardo Medina Filho, 603 – Lapa
Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h
Telefone: (11) 3832-7507

 

Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont (Zona Leste)
Avenida Nordestina, 496 – São Miguel Paulista
Segunda a sexta-feira, das 11h às 20h
Telefone: (11) 2032-3737

 

Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis (Zona Norte)
Rua Baroré, n° 43 (Praça Centenário) – Casa Verde
Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h
Telefone: (11) 3951-1090

 

Centro de Cidadania LGBTI Edson Neris (Zona Sul)
Rua Conde de Itu, 673 – Santo Amaro – São Paulo-SP
Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h
Telefone: (11) 5523-0413 / 5523-2772

 

FONTES:

https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/direitos_humanos/lgbti/programas_e_projetos/index.php

https://www.brasildefato.com.br/2020/12/14/programa-transcidadania-abre-inscricoes-nesta-segunda-14

Sem comentários

Postar um comentário