Obras literárias escritas por mulheres – As boas dicas de Juh Oliveira

A leitura continua sendo uma das formas mais completas de transferência de conhecimento e a professora e socióloga Juh Oliveira trouxe excelentes dicas de literatura escrita por mulheres, que valem a leitura. As obras apresentadas podem ser emprestadas através de uma iniciativa da administração pública de São Paulo, gratuitamente.

O Programa Minha Biblioteca, tem o objetivo de promover o acesso e fomentar o hábito da leitura aos estudantes da rede municipal, por meio da entrega de livros infantis e infanto-juvenis.

“São obras de autoras, as ‘Mina Poderosíssima'(!), que eu achei muito interessantes em um projeto que tem aqui na prefeitura de São Paulo, portanto de bibliotecas públicas daqui, e bibliotecas escolares também”, elucidou a apresentadora Juh Oliveira, durante a gravação do programa Live PopGeeks, apresentado na última terça de Carnaval, em 25 de fevereiro.

“O e-mail de Caminha”Ana Elisa Ribeiro
E se a carta de Pero Vaz de Caminha tivesse sido um e-mail? E se a comunicação com o Rei de Portugal sobre a terra “descoberta” fosse por tweets? Esse livro propõe um divertido exercício de imaginação e reflexão sobre linguagens e mídias!

“Longe de Casa” de Malala Yousafzai
Ao mesmo tempo um livro de memórias e uma narrativa coletiva, Malala explora sua própria trajetória de vida e apresenta histórias de 9 jovens mulheres de várias partes do mundo, do Oriente Médio à América Latina, que tiveram que deixar para trás sua comunidade, seus parentes e o único lar que conheciam.

“A comédia dos anjos” de Adriana Falcão
Como costumam ser as personagens femininas inventadas por Adriana Falcão, e que ganham vida em seus livros, peças de teatro ou roteiros de TV e cinema, Dona Maria Madalena tem uma personalidade forte, em torno da qual gravita a vida de toda sua família. Nessa divertida comédia, em que anjos e gentes se encontram e se desencontram para interferir na família dessa mãezona, o futebol brasileiro em ano de copa acaba tendo também uma trajetória inesperada

Sem comentários

Postar um comentário