Protesto transforma lixo dos rios de SP em estátuas de ex-governadores

Promessas de campanha não são cumpridas.

O Movimento Volta Pinheiros, que realiza ações para engajar a população na cobrança das eternas promessas de limpeza dos rios Pinheiros e Tietê, em São Paulo, instalou inusitadas estátuas de políticos que governaram o estado e não cumpriram com seus compromissos de campanha.

No domingo, 24 de março, a população se deparou com os bustos do ex-governador Geraldo Alckmin, Luiz Antônio Fleury Filho e dois outros pedestais com incógnitas alusões a governadores do passado e da atualidade, a exemplo de João Doria. Quem passou por perto pode conferir o fedor exalado pelas obras.

Um dos bustos, sem definição da fisionomia, fazia referência a outros governadores, como José Serra, e também mantiveram os rios da capital com a mesma má qualidade de antes de suas gestões. No caso de Doria, o pedestal apresenta a placa com o nome do atual governador, mas sem exibir a efígie do político, sugerindo que ainda há tempo de cumprir o que prometeu a seus eleitores. “Queremos saber se ele vai cumprir com as promessas da campanha”, comentou o publicitário Marcelo Reis, 45, um dos idealizadores da iniciativa.

Criado em 2017, o Volta Pinheiros já havia realizado intervenção no ano passado para chamar a atenção para o grave problema dos rios paulistanos, instalando simpáticos Emojis de cocozinhos infláveis boiando no rio Pinheiros.

Para conhecer mais sobre o movimento e suas ações, acesse a página do grupo no Facebook.

Sem comentários

Postar um comentário