Retrofuturismo: a série Os Jetsons antecipou os gadgets do futuro

Muitos autores literários previram as bases da tecnologia atual, a exemplo de Julio Verne, Isaac Asimov e Philip K. Dick, entre outros, mas ninguém ofereceu dicas do futuro de forma tão divertida como a série de animação Os Jetsons, do estúdio Hanna-Barbera.

Com apenas duas temporadas, que estrearam em 23 de setembro de 1962, com um total de 24 episódios até setembro de 1963, a série da família futurista apresentou várias invenções que acabariam fazendo parte do cotidiano da atualidade ou que já estão em pesquisa avançada para estarem amanha em nossos lares.

Confira algumas dessas engenhocas do desenho:

Videoconferência

Se nos anos 60 poder falar ao telefone já era um luxo, imagine poder ver quem estava do outro lado da linha?

Em 2020, as chamadas de vídeo estão com tudo. Elas são essenciais para matar a saudades de quem precisa ficar em casa, para conversar com pessoas do outro lado do mundo e para resolver assuntos de trabalho.

Drones

Na abertura do desenho as crianças iam para a escola em uma espécie de cápsula voadora que muito se assemelhava ao que hoje conhecemos como drones.

Hoje, esse sistema de transporte seria perfeito para o atual isolamento social e para as entregas de delivery com segurança (inclusive para os motoboys).

Assistente por voz

Os assistentes pessoais movidos por voz são grandes aliados em pesquisas através dos dispositivos móveis durante o transito, escolhendo a melhor rota, escolhendo uma música ou contatando pessoas. Nos lares mais modernos, já é possível acender as luzes e fazer compras com o assistente.

Na animação a ideia era semelhante: os personagens podiam dialogar com os computadores por meio de voz para obter ajuda em várias necessidades.

Robôs de limpeza

Na casa da família Jetsons, Rosie cumpria a função de robô empregada doméstica, mas conta com outros equipamentos que auxiliam na limpeza da casa. Hoje, os aspiradores autônomos passam o dia zanzando pela casa, fazendo a manutenção geral.

Os robôs que usamos hoje não são tão desenvolvidos assim, mas já dá pra dizer que eles são ideais para manter a casa limpa, uma das medidas mais importantes para se prevenir da Covid-19.

Relógios inteligentes

Os smartwatches com certeza foram inspirados no desenho animado. Enquanto o gadget usado pela família servia para ligações e chamadas de vídeo, os que temos atualmente vão além, auxiliando até mesmo no acompanhamento da saúde do usuário e outras funções.

Novidades para o amanhã

Outras realizações da ciência também seguem os passos da família espacial, como é o caso da comida impressa em 3D, cujas pesquisas têm mostrado possibilidades e já estão em uso por alguns chefes de cozinha.

Outro item interessante surgido no desenho é a Peek-A-Boo Prober Capsule. É uma espécie de microcâmera que George engole para analisar a saúde o seu corpo por dentro – literalmente – a partir da transmissão de imagens para a tela de um computador. Algumas pesquisas têm mostrado que a ingestão de líquidos podem realizar feitos similares.

Os carros voadores, também conhecidos pelo nome de e-VTOL (Electric Vertical Take Off and Landing), embora estejam longe de se tornar um padrão de mercado, continuam sendo objeto de pesquisa nos laboratórios e prometem trazer novidades nos próximos anos. Há várias empresas trabalhando no conceito e alguns modelos foram apresentados na CES 2020, em janeiro.

Sem comentários

Postar um comentário